Pneumonite de Hipersensibilidade

O que é a Pneumonite de Hipersensibilidade?

Eu tenho PH?

Os primeiros sintomas da doença são tosse e falta de ar, mas em quadros agudos, podem até se assemelhar a uma gripe comum. 

O diagnóstico precoce é importante, já que o tratamento correto pode levar a uma melhora importante da doença e até a eventual cura em alguns casos. 

Como investigar?

A investigação pode variar de acordo com a doença e com o estado do paciente, porém, o prinicipal exame é a Tomografia Computadorizada de Tórax .

Outros exames são necessários para a investigação diagnóstica e prognóstica, como Prova de Função Pulmonar, exames laboratoriais específicos, exames cardiológicos e em alguns casos, biópsia pulmonar.

A PH tem tratamento?

O tratamento da PH é relacionado a alguns pilares: 

Retirada da exposição: é necessário avaliar a causa da doença, e para isso, uma conversa minuciosa sobre o passado, e possíveis exposições atuais é imprescindível. E a retirada, em caso de suspeita de uma causa de doença

Imunossupressão: em alguns casos, a imunossupressão, seja com corticoide ou medicações específicas pode vir a ser necessária, mas cada decisão é individual, caso a caso tendo em vista a eficácia de cada medicação, efeitos colaterais e riscos para cada paciente. Outras medicações podem também vir a ser necessárias.

Controle de sintomas: em casos mais graves, pode ser necessária a suplementação de oxigênio, e até encaminhamento ao transplante pulmonar. 

A Pneumonite de Hipernsibilidade (PH), como o próprio nome diz, é uma reação inflamatória de hipersensibilidade, do nosso pulmão, a uma substância inalada, levando a inflamação e à fibrose do pulmão. 

Ela é limitada ao pulmão, mas pacientes com PH podem evoluir com outros quadros clínicos após esta exposição inicial. 

©  2018 Dr. Fábio Eiji Arimura CRM 139582-SP